Marketing cultural: entenda o que é e qual a sua importância

marketing cultural
6 minutos para ler

O marketing cultural é fundamental para uma empresa que deseja conquistar o público de maneira eficiente. A partir de uma interação mais significativa, as estratégias podem ser colocadas em prática como forma de evidenciar os valores institucionais dentro do mercado segmentado.

Para isso, o melhor caminho é se conscientizar sobre sua importância em relação aos negócios e criar objetivos focados no consumidor. Como resultado, o trabalho de se destacar da concorrência fica mais simples e a imagem interna é fortalecida por conta das boas ações praticadas.

Quer saber mais? Vamos tirar todas as suas dúvidas sobre marketing cultural e mostrar como elaborar estratégias de sucesso. Acompanhe!

O que é marketing cultural?

O marketing cultural é uma estratégia usada para agregar valor ao negócio por meio de patrocínios em projetos culturais. O principal benefício está na criação de uma identificação com o público que associa de maneira positiva a preocupação com questões culturais.

Quando bem utilizado, apresenta um grande potencial para beneficiar os artistas envolvidos, patrocinadores, produtores e os consumidores em geral. Com a concorrência cada vez mais acirrada, usando métodos diversos de se destacar em um verdadeiro universo de possibilidades.

Por conta de sua versatilidade, muitas empresas são adeptas do formato e costumam aplicá-lo conforme a necessidade de cada campanha. E não pense que isso vale apenas para os negócios de grande porte, quem está começando também pode apoiar um projeto que aumente sua visibilidade de maneira bem pensada.

Qual sua importância para as empresas?

Uma empresa que posiciona seus valores de maneira positiva conquista funcionários que vestem a camisa, clientes engajados e o interesse de outras instituições para fechar parcerias de sucesso. Ao diversificar as estratégias de comunicação, o negócio se posiciona como consciente socialmente e cria uma imagem mais humana que agrada muito ao público.

Se você pensar com calma, chegará a conclusão de que é preciso muito mais do que bom serviços e atendimento de qualidade para ganhar credibilidade em diferentes níveis. Por isso, ter um time de marketing que conhece seu público para linkar bons projetos com o crescimento se mostra uma grande vantagem na hora de alcançar resultados.

Como implementar ações eficientes?

Antes de tudo, torna- se indispensável esclarecer que o marketing cultural pode se apresentar em uma infinidade de formatos. Isso porque esse conceito se estabelece como uma campanha quando interligado com outras ações que ajudam a construir a comunicação com o público. Veja, a seguir, alguns exemplos:

  • endomarketing – distribuição de ingressos de um evento cultural para familiares das pessoas que trabalharam na produção ou nos serviços contratados;
  • relacionamento – promover homenagens estratégicas em eventos;
  • marketing direto – publicidade alinhada com os objetivos da empresa entregue diretamente ao público do evento;
  • merchandising – associar seu projeto ou produto ao nome de uma pessoa famosa;
  • marketing editoral – acontece normalmente com divulgações em mídias tradicionais, como jornais, revistas e televisão.

Aposte no Live Marketing

A partir do momento em que a empresa cria um planejamento para investir em ações culturais, o live marketing passa a ser uma excelente oportunidade. Esse conceito é uma das principais tendências em eventos corporativos, já que visa potencializar uma experiência “ao vivo” ao consumidor.

O ideal é despertar estímulos sensoriais para encontrar o melhor caminho de conversar com seus consumidores e conquistar resultados em longo prazo. A soma de forças nas ações voltadas aos assuntos culturais agrega responsabilidade social à sua empresa. Diante disso, transmitir esses valores impressionam as pessoas independentemente do estágio de compra.

Estude bastante sobre a proposta de valor da empresa para encontrar o melhor formato de se estabelecer essa comunicação. Assim, as inspirações se tornam mais evidentes na hora de criar algo que tenha identificação imediada com o público. Uma boa dica é procurar por tendências do universo de eventos que chama a atenção imediatamente. Veja, a seguir, algumas opções:

  • realidade virtual;
  • dinâmicas de grupo em games;
  • brindes personalizados;
  • processo de credenciamento com reconhecimento facial;
  • incentivos de postagens nas redes sociais com premiação.

Ofereça vantagens

Lembre-se de que nem sempre o marketing cultural está diretamente ligado aos patrocínios em forma de dinheiro. Outro ponto muito importante em um mercado tão competitivo é apresentar vantagens para que os clientes enxerguem os diferenciais. Entre as estratégias mais usadas estão a troca em um programa de passagens áreas, estadias, visitas a museus ou cinemas e parcerias com projetos aprovados por leis de incentivos.

O mais importante é ter em mente que existem projetos capazes de se encaixar em qualquer bolso e trazer retornos positivos em longo prazo. Com isso, a percepção humanitária da marca faz com que os consumidores se tornem uma verdadeira fonte de divulgação genuína, seja no compartilhamento de opiniões nas redes sociais ou no famoso boca a boca, que ainda funciona muito bem.

Foque em sua área de negócios

De nada adianta investir todos os esforços em um evento cultural que o público não tenha nada a ver com seu segmento de mercado. O objetivo, aqui, é aumentar o alcance de sua marca para ir além das estratégias traçadas inicialmente, porém, sem perder o foco de aumentar a confiança de uma audiência relacionada com o seu segmento de mercado.

Faça uma sintonia das ações desenvolvidas para encontrar formas de ligá-las aos interesses do público. Afinal de contas, uma das principais vantagens do marketing cultural está na possibilidade de engajar antigos clientes que estão distantes por diversas razões. Ao fortalecer sua imagem na hora de despertar simpatia, todos compreendem a responsabilidade social defendida.

Case de sucesso

Para mostrar como o marketing cultural pode ser aplicado na prática, falaremos de uma das ações mais conhecidas. O programa Itaú Cultural abrange diversas áreas conectadas a cultura popular brasileira. Entre as ações, estão: divulgação de livros, institutos de artes, cinemas e shows. Tudo isso, com foco em apresentar diversidade e valorizar os artistas nacionais.

Pronto! Agora você já sabe como o marketing cultural pode ser usado em sua empresa. O grande diferencial está em encontrar um formato que fale diretamente com o público e potencialize a experiência de maneira positiva. Só assim será possível alcançar resultados impactante por ir além dos objetivos traçados inicialmente.

Aproveitou as informações do artigo? Então, siga- nos no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e Youtube para conhecer outros conteúdos exclusivos.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-